© Copyright

ATENÇÃO!
A maioria dos textos aqui são de minha autoria. Caso queira copiar, não esqueça de levar meu nome junto, conforme a Lei nº 9.610. Plágio é crime. Cite a fonte!

sexta-feira, 30 de março de 2012

A dor de uma lágrima.

   As vezes não consigo acreditar em certas coisas. A vida é imprevisível de mais, coisas acontecem o tempo todo. Em um momento você está vivo, está bem; no outro, pode estar em alguma crise que pode vir a falecer. Mas de tudo, eu gostaria mesmo de entender esse estado chamado "morte". Ela é calma, silênciosa, quase que não se pode ver...uma das piores coisas é enfrentar ele de frente, perder alguém. Aí, como dói perder alguém tão amado que quase fazia parte de seu "eu" em pessoa. Não se pode olhar pra trás, ver algo que a lembre. Ah, como é dificil, como dói !
   Isso machuca não é mesmo ? Dificil é passar a dor, fica lá dentro sufocando em cada instante, avisando ao coração que não se tem mais o aconchego de seus braços, mas quando chega até a mente e entra na memória, então é que piora. Vem atona todas as coisas lindas em que vivemos, dói, dói, dói, como dói !
   Mas de uma coisa eu sei, se não verei mais a quem eu amo que não está mais comigo, me vale as lembranças e a dor, pois é a única segurança que tenho de que um dia eu já presenciei a agradável presença de alguém e que realmente foi bom, foi verdadeiro. A menos é claro, a saudade que só aumenta.


Por. Thamires de Melo

Nenhum comentário:

Detalhe de amor

  E cada dia é mais uma etapa, mais um aprendizado, mais um chance de te amar até anoitecer...  Você é como os raios do sol iluminando ...