Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Meu tema sentido: Borboletas!

  Ando me sentindo sem sentido algum, por vezes sorrindo, outras pensando, não sentindo nada, mas ao mesmo tempo sentindo todas as formas, cores e intensidades dentro de mim. Penso o tempo todo no que se perdeu, no que quero conquistar, o que se apagou, o que coloriu, nos sonhos, nas possibilidades, na saudade, nas lembranças... Tudo me envolve sobre tal maneira que até me desvaneio sobre a vida. Mas sobre tudo, esse tema me leva além. Voar, sonhar, sorrir, viver ! É o que elas me inspiram.
  O encanto...
  Há momentos que tudo me faz sorrir, e a paz aumenta pressionando meu peito, que acelera o coração mandando energias positivas a todo o resto! Essa alegria? É a certeza que novos sonhos virão com novas cores e intensidades á minha realidade!
  Borboletas... me sinto como elas! Livre!


A vida passa com o tempo

  O tempo passa. A vida num piscar olhos passa como flash diante dos nossos olhos. Vivemos tentando amenizar a agonia do fim; mas sem sucesso nos deparamos com o cansaço. Acabamos por pensar o que mudaria se tomássemos certas atitudes... mas nunca conseguimos ficar satisfeitos com o tempo. Estamos designados a andar sem sentido a procura do que nem nós mesmos sabemos, mas existe uma chance de não cair ou definhar nas mesmas tempestades. Não cometa o mesmo erro duas vezes ! Viu que não vai dar certo, tente outra estratégia, outro caminho. A vida nos oferece possibilidades e cabe a nós mesmo decidir o que fazer dela, o que fazer dessas possibilidades e do nosso futuro. Não olhe para trás, o que passou não nos pertence, mas o que virá, somente nós mesmo podemos decidir se fica ou se vai. Fica atento pois o tempo que passou, não volta mais !
  Recomece a cada manhã!



Pensamentos incontroláveis

  Algumas vezes despencamos. Ninguém nunca entende, mas assim eu começo meu pensamento. Meus dias são tão incontroláveis, que, por mais que eu tenta passar o dia todo sem tropeçar, nada sai correto. Alguma coisa dentro de mim, quer incontrolavelmente fazer algo ruim. As vezes, confesso que faço por pirraça, mas, outras, faço de tudo, mas é mais forte do que eu.
   Meus pensamentos flutuam para longe de meu alcance, e nem sei mais quem eu sou ou deva ser. Mas a presença de Deus dentro de mim me faz voltar as minhas origens. Posso não ser a melhor pessoa desse mundo, mas também não sou a pior. Penso diferente, confesso. Sou uma bagunça dentro de mim. Mas faço aquilo que sinto que é o correto.
   Quando despencamos? Quando deixamos de nos ouvir, quando priorizamos a opinião das pessoas e não nossos princípios. E aí, deixamos de ser quem somos. Ou, o que Deus quer que sejamos. Pense bem. Não vale apena deixar-se levar por momentos ou circunstâncias; o que vale é aquilo que levamos em nos…